Abdução de Urandir

image003  Abdução em Corguinho, MS

No dia 15 de setembro de 2002, por volta das 19:30, Urandir Fernandes de Oliveira foi abduzido de seu quarto, no município de Corguinho no Mato Grosso do Sul.

A abdução deixou marcas na cama onde Urandir estava deitado, na hora em que o fato aconteceu, e no teto também. Interessante notar que um dos braços de Urandir estava estendido pois ele estava lendo um livro no momento da abdução. Vemos a marca do braço na cama e no teto.

 

 

image011

 

 

 

 

Nessas fotos abaixo, vemos a jornalista e pesquisadora Linda Moulton Howe fazendo seu trabalho de investigação do caso no local onde ocorreu a abdução, colhendo material para suas análises. Ela foi a única pesquisadora que esteve pessoalmente no local, fazendo sua busca por provas da abdução e entrevistando o Urandir.

image008-linda image009-linda

Abaixo Linda Moulton Howe entrevistando Urandir Fernandes de Oliveira em Corguinho.

image011-linda-e-urandir

Desenho original feito por Urandir Fernandes de Oliveira descrevendo a nave que o abduziu.

image013-nave-desenho

Abaixo outro desenho original feito por Urandir Fernandes de Oliveira durante a entrevista a pesquisadora Linda Moulton Howe descrevendo o Ser Extra-Terrestre das Plêiades com quem ele interagiu dentro da nave.

Ele tinha por volta de 2m30cm de altura, cabelos louros olhos azuis e a pupila vertical, como a dos gatos.

image015

Foto abaixo é um close-up feito no laboratório de analises têxteis no USA onde mostra claramente o detalhe dos fios de poliéster vitrificados e os de algodão intactos. Lembrando que o poliéster derrete a 250° C e o algodão a 148° C. Essa diferença de 100° C não afetou o algodão!!!!

image017=tecido

Entrevista:

image008

Da esquerda para a direita: Urandir Oliveira, Felipe Branco e Linda Moulton Howe na Fazenda Ecológica no dia 8 de fevereiro de 2003 gravando a primeira entrevista sobre as experiências de Urandir com seres não-humanos desde que ele tinha 13 anos. Fotografia para Earthfiles.com por Luciano Didier.

Urandir Oliveira, Fazendeiro, Fazenda ecológica, Corguinho, Mato Grosso do Sul, Brasil,. Tradução portuguesa por Luciano Didier, Fiesta Tours, Rio de Janeiro, Brasil,; e Felipe Branco, Fazenda Castelo, Campo Grande, MS “Ele (Urandir) estava muito ansioso porque já durante três dias ele estava esperando para ser levado, e havia só três horas que os seres lhe contaram que ele seria seqüestrado. (Ele pensou que seria  as 10 da noite). Ele tentou se preparar, assim foi para casa e tomou uma ducha, vestiu seus  shorts e foi para a cama. Ele apanhou um livro e tentou relaxar.  Alguns minutos depois, ele percebeu um flash no quarto. Então ele sentia o corpo como que uma febre aumentando .

QUAL FOI A COR DAQUELE FLASH?

image009O flash era um tipo de púrpura clara, ou violeta. Ele está descrevendo isto como violeta. O flash tomou o quarto inteiro e então estava condensando-se na forma de um tubo que incluia a cama e ele próprio por todo o espaço do chão ao teto.
Desenho de Urandir Oliveira da luz violeta que o paralisou na cama e então ergueu-o pelo teto © 2003 por Earthfiles.com.

NAQUELE MOMENTO ONDE O LIVRO ESTAVA?

O livro estava na mão direita dele (estendido no ar além da extremidade direita da cama) e quando a luz flamejou, eventualmente ele largou o livro. O livro caiu da mão dele. E ele sentia um tipo de paralisia. Ele não pôde se mover. Ele realmente sentia esta febre em seu corpo e seu corpo sobre a cama.

FELIPE: Ele sentia o corpo dele mais morno sobre a cama.

 

 

Fotografias  abaixo: A impressão do corpo de Urandir Oliveira no lençol de algodão azul e branco,  travesseiro e  no teto de madeira. Fotografias © 2003 por Linda Moulton Howe no dia 9 de fevereiro de 2003

image010Lençol de algodão e colchão subjacente ficaram chamuscados onde a perna direita de  Urandir Oliveira descansava sobre a cama na hora em que a luz violeta tomou seu quarto por volta da 7 da noite em 15 de setembro de 2002.

À esquerda está uma de minhas bolsas de coleta de amostras rotulada em

9 de fevereiro de 2003, © 2003 por Linda Moulton Howe.

Torso, testículos e perna superior chamuscados no lençol de algodão azul e branco

onde o corpo de Urandir Oliveira descansava na hora em 15 de setembro de 2002 quando do transporte de seu corpo por uma luz violeta de sua cama para uma nave aérea.

Fotografe © 2003 por Linda Moulton Howe.

 

image012QUANDO VOCÊ OLHA PARA ESSES LENÇÓIS E AQUELE TETO, VOCÊ PENSARIA QUE VOCÊ PODERIA SENTIR DOR (DA QUEIMADURA)?

Sim, porque deixa a impressão que algo queimou alguém lá. Mas sabendo com antecedência o processo do feixe de luz na abdução (de encontros anteriores), ele soube que não ia ser nada doloroso.

O QUE ESTÁ ACONTECEU DEPOIS DO CALOR E DA IDA PARA CIMA?

Ele sentia elevando-se e passando pelo teto. Do ponto que foi paralisado, ele não pôde mover-se tanto, mas pelo que pode ver, percebeu que tudo estava normal de dentro da luz que estava levando-o. De fato a posição não lhe permitiu ver muito, mas ele podia ver as coisas normais como as paredes, a porta, a janela.

image013O QUE ACONTECE QUANDO ELE PASSA PELA MADEIRA DO TETO?

Ele se viu passando pelo teto e podia ver as moléculas entre o teto, como se ele estivesse passando por uma espuma.

FELIPE: Não como uma esponja, mais parecidos a bolhas de sabão, como quando você lava suas mãos e produz a espuma que sai do sabão.

LUCIANO: E então ele fica na vertical, assim ele está de pé depois que ele cruza aquele ponto do teto, enquanto passa por ele.

NAQUELE MESMO FEIXE VIOLETA?

Na mesma luz violeta.

O OUTRO DIA, ELE MENCIONOU QUE PODIA VER E OUVIR MELHOR?

Até mesmo à altura e distancia ele estava, ele podia ver e podia ouvir perfeitamente bem, até melhor que o normal, como se tudo fosse ampliado. Ele podia ver a queda de pedras em todos lugares, ele podia ouvir as pessoas conversando e vê-los lá embaixo.

ELE PODIA VER A NAVE A QUAL ESTAVA SUBINDO?

Não, ele pôde vê-la só no momento que chegou nela.

image014PORQUE AS PEDRAS ESTÃO CAINDO?

Era um sinal, um sinal que os seres partiram, de forma que todo mundo reconheceria aquele momento e todos saberiam que ele estava sendo levado. (Nota de Howe: Várias pessoas na fazenda me falaram durante minha visita em fevereiro que Urandir explicou que os seres loiros produziriam pedras pequenas que cairiam do céu durante sete minutos como um ‘anúncio’ de que Urandir tinha sido transportado.)

Três das pequenas pedras espiraladas de ferro, achadas  por um ginecologista  visitante

de São Paulo. Fotografe © 2003 por Linda Moulton Howe.

POR FAVOR DESCREVA QUANDO VOCÊ ESTAVA CHEGANDO A NAVE O QUE VOCÊ VIA E  SENTIA.

Conforme ele chegava a nave e viu tudo o que ficava abaixo dele, ele entrou no primeiro quarto da nave. E também é violeta dentro desta nave.

HAVIA ALGUÉM LÁ?

Sim, havia. Quando ele entrou, havia outra pessoa.

image015-ser-extraterrestreÉ ESTE O QUE VOCÊ DESENHOU, O DE CABELO LOIRO COM OLHOS DE PUPILA VERTICAL?

Exatamente.

Desenho de Urandir Oliveira do ser masculino loiro

que conheceu dentro da nave depois do transporte no quarto

no dia 15 de setembro, 2002 © 2003 por Earthfiles.com.

ESTE SER ESTAVA ESPERANDO, E QUANTOS OUTROS?

Havia mais que ele não pode contar exatamente quantos, mas havia mais atrás dele. Ele era o principal, este aqui, esperando por ele.

QUANTO MAIS ALTO O SER ERA?

FELIPE: Mais 6 pés e três ou cinco polegadas.

PARA ONDE URANDIR ESTAVA INDO?

image016Então ele entrou numa bolha que era mais alta que ele. Como viu uma cama dentro desta bolha, supôs que deveria ir deitar-se lá.
Desenho de Urandir Oliveira sobre o ser loiro lhe pedido telepaticamente para que entrasse na “bolha” de temperatura fria no dia 15 de setembro, 2002 © 2003 por Earthfiles.com.

A BOLHA TINHA TEMPERATURA?

Estava frio.

SERIA COMO ANDAR NO GELO?

Como um carro com o ar ligado.

AR FRIO?

Ar frio.

UMA VEZ QUE ELE ENTENDEU  COMO UMA BOLHA COM UMA CAMA DENTRO, COMO ELE ENTROU LÁ?

Ele caminhou para dentro.

ELE TINHA FEITO ISTO ANTES?

Não. (risos)

OS SERES LOIROS EXPLICARAM A ELE MENTALMENTE O QUE IRIA ACONTECER?

Era como se ele (o ser loiro) estivesse lhe falando, ‘Entre, deite-se e relaxe.’ Isso é o que ele sentia.

QUANDO VOCÊ ATRAVESSOU A BOLHA, O QUE ACONTECEU?

Ele passa por ela, sente muito frio, deita-se na cama e então algum tipo de névoa entra e o shorts que ele estava usando desaparece e em seu lugar, roupas de outro tipo foram materializadas em cima de sua pele.

COMO UM COLANT? VOCÊ SABE O QUE É COLANT?

Sim.

COR?

Prateado.

PARECIA NÉON COMO NOS SERES LOIROS?

Sim, toda ela.

TODOS AS ROUPAS?

Todas elas, incluindo a sua própria, emanou uma luz igual a néon branco-prateado.

ELE TEM ALGUMA COMPREENSÃO DO QUE AQUELA LUZ FAZIA?

Esta luz estabiliza seus chakras e está esterilizando-o de qualquer bactéria deste planeta.

O QUE ACONTECEU ENTÃO DEPOIS QUE ELE ESTAVA NA ROUPA?

Ele caminhou para fora desta bolha e foi com eles. A saudação com os seres era tocando o dedo indicador para identificar a energia. E o mesmo toque de dedo, de fricção na testa, como se ele estivesse afinando a mente do outro para começar uma conversação telepática.

QUANDO OS SERES TOCAM O DEDO NA TESTA DELE,  ELE VÊ ALGUMA IMAGEM?

FELIPE: O ser não toca a testa dele. O ser toca a sua própria testa e então Urandir toca a sua própria testa. Só o toque do dedo indicador.

QUANDO ELES TOCAM DEDOS OU ELE TOCA A PRÓPRIA TESTA, FAZ ELE (URANDIR) ADQUIRIR QUALQUER IMAGEM EM SUA CABEÇA?

É só conversação telepática. Nenhuma imagem na mente.

Fonte: Projeto Portal , A  Cidade Zigurats ( Mato Grosso do Sul)  onde reside a sede do Projeto Portal e seus pesquisadores que estão de acordo com estas informações, o grupo do Projeto Portal é coordenado pelo Ufólogo Urandir. Muitas das pesquisas realizadas são também coordenadas pelo Pesquisador Urandir além de outros integrantes do grupo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s